Paraquedistas que se apresentaram no Maior São João do Mundo cobram cachê da PMCG

Paraquedistas que participaram do “Avião do Forró”, um projeto paralelo no Maior São João do Mundo, durante a edição de 2017, cobram da Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) o pagamento do cachê, no valor de R$ 50 mil, da apresentação realizada no evento.

Um dos paraquedistas que cobram o dinheiro, Éder Cunha, disse à Rádio Campina FM que o empenho foi realizado, toda a documentação exigida entregue e dada a ordem de pagamento, só que, após 8 meses, o valor ainda não foi pago.

– Foi feito um acordo direto com a Prefeitura, inclusive com a presença do prefeito, e ele deu a palavra que o pagamento sairia. O pagamento de 2016 foi feito normalmente, mas ficamos sem receber o de 2017. O valor é para conter gastos referentes à logística da apresentação, como o combustível, o piloto, hospedagem – disse.

Ele fez um apelo para que a PMCG realize o pagamento: “Só pedimos que se cumpra o acordo firmado”.

*As informações são da Rádio Campina FM